Sobre uma estatística ruim

Acho que novamente desenvolvi uma pedra no rim. A dor… ah, a dor… estou tomando diariamente entre 3 e 4 litros de água e chorando quase a mesma quantidade.

O pior é que não há muito o que fazer, quando estou em crise, não consigo reunir forças o suficiente para me arrumar e seguir para o Pronto Socorro. Depois de um tempo, a dor passa e junto a preocupação. O que é assustador, porque desde que comecei a sentir dor, o que ocorreu na noite da última terça, 70% do meu tempo acordado tem alguma forma de desconforto nas minhas costas, para dizer o mínimo.

Mas não é a primeira e, infelizmente, estatísticamente falando, muito provavelmente não será a última vez que sou visitado pela fada cracuda…

Ah, e isso tudo ainda tá acompanhando os meus horários completamente desregulados por causa do carnaval. Tô passando por um momento bem complicado mesmo.

Sem contar as saudades apertando, mas já é quase domingo.

Não estou em condições de escrever mais que isso por agora. Mas fica aqui um salve para o pessoal que se hidrata bastante.

Autor: Elisnei

Servidor Público. Escritor amador. Curioso e fã de tecnologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s