Sobre o cabelo azul

Acredito que boa parte das pessoas que me conhecem atualmente lembram da época, ou conhecem por fotos e relatos, que eu pintei meu cabelo de azul (dentre outras cores, mas essa foi a primeira).

Aquilo foi uma forma de tentar dispor da minha identidade da maneira que mais me agradava, mais se aproximava de controlar quem eu era/sou.

Mas isso passou e, assim como para todos nós, o mundo mudou para mim.

Ainda hoje gosto de esbarrar em pessoas de cabelo colorido. Não necessariamente nas cores mais exóticas/chamativas (azul, roxo, verde, etc). Cabelos vermelhos e loiros são bem atraentes também.

Minha tentativa de agir de forma única, de ser diferente, acabou me mostrando como todo mundo acaba sendo exatamente da mesma forma. Ou acabamos seguindo algum padrão. Sobre grupos sociais. Sobre sermos realmente fruto do meio.

Toda vez que penso em pintar novamente o cabelo, além de me questionar o quão estranho ia ficar a barba de uma cor e o cabelo de outra, me pego tentando descobrir se realmente é algo estético ou a minha identidade está precisando se reafirmar.

Colorir o cabelo, usar roupas escuras, ter hábitos únicos e pouco saudáveis de sono, são tantas coisas que podem ser usadas para definir a personalidade e identidade de uma pessoa.

Eu espero que você encontre o que te faz incrível e uma pessoa única. Porque cê chegou aqui de alguma forma. E não foi do nada. Tem toda uma jornada na sua vida que te tornou assim.

Com todas essas cores.

Autor: Elisnei

Servidor Público. Escritor amador. Curioso e fã de tecnologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s