Agradecimento

Estava aqui pensando sobre a quantidade de vezes que precisaria agradecer a todos que já me fizeram um favor na vida. Muita gente mesmo. Uma quantidade que acredito seria impossível efetivamente medir. Ou até poderia tentar e acabar incorrendo em alguma(s) injustiça(s).

Daí vem a idéia de que pelo menos devo me sentir grato. Sentir que devo algo. Sentir que existe, da minha parte, a vontade de retribuir qualquer que tenha sido a ação em vantagem da minha pessoa.

Isso me faz pensar que outras pessoas poderiam também se sentir em débito. Aquela conversa de gentileza gera gentileza. Mas é fácil apontar mentalmente todas as coisas que já fiz que certamente não serão recompensadas, ou não terão algum mínimo retorno.

Não fico triste de maneira alguma por saber que já empreguei esforço que não logrará alguma forma de retribuição. Isso diz mais sobre a personalidade das pessoas que saíram ganhando na situação do que da minha.

Não posso deixar infelizmente de me sentir incomodado com certas situações, que em regra apenas passam e ficam pelo caminho como pequenos vacilos que a vida apresenta.

É como diz aquele meme: pensei que nunca seria trouxa, fui trouxa.

Autor: Elisnei

Servidor Público. Escritor amador. Curioso e fã de tecnologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s