Picos e vales

Euforia é uma parada muito boa. Em regra.

Mas ela também é a medida do quão ruim as coisas podem se tornar. No mínimo.

Normalmente tento não me empolgar demais com as coisas. Sou bem chato em certos aspectos. Quase sempre sendo do contra ou não tão animado quanto possível.

Mas é porque eu meio que aprendi a lidar melhor com a minha ansiedade dessa forma. Não tendo fortes emoções positivas, não abro margem também para as grandes merdas que podem acontecer.

Infelizmente é bem comum acabar tratando coisas boas como normais. Até mesmo deixando de aproveitar parte da jornada em prol de uma estabilidade ou isolamento contra coisas ruins.

Mas isso também não passa de uma faceta do meu transtorno por controle. E isso precisa ser administrado com cuidado.

Porque teoricamente liberar as minhas emoções é o mesmo que abrir uma porta para qualquer coisa.

Entenda, o tamanho de uma frustração é diretamente proporcional ao tamanho da expectativa. Logo, me deixar levar por sentimentos “bons demais” pode ser perigoso. Porque qualquer sentimento ruim vai vir com, no mínimo, a mesma intensidade.

Sabe o motivo disso? Falta de estabilidade emocional. E eu estou tentando alcançar esse sonho de vida adulta com o mínimo de perdas possível para a minha sanidade.

Bom, esse assunto realmente é bem incômodo e eu até falei bem mais do que esperava.

Outra hora escrevo sobre expectativas. Ou não.

Autor: Elisnei

Servidor Público. Escritor amador. Curioso e fã de tecnologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s