Escreva

Vamos abusar dos verbos no imperativo.

Conte como são os dias na sua faculdade, conte sobre o seu trabalho, narre sobre o seu caminho de volta pra casa depois de uma longa segunda feira.

Descreva os sabores da sua sobremesa favorita. Defenda qual bar tem a cerveja mais gelada da cidade. Liste as sensações que o som da chuva caindo no fim da noite causam.

Escreva. Pura e simplesmente.

Não se preocupe com a métrica, palavras bonitas, rima ou gramática. Use a sua voz. Ela merece e precisa ser ouvida.

Escreva uma linha. Escreva dez. Mostre para o mundo. Publique num blog. Escreva num pedaço de papel. Encha um caderno inteiro. Ateie fogo em todas as páginas.

O mundo exige ações automáticas e todos os dias levantamos, comemos, produzimos, encaramos responsabilidades que não pedimos e ainda existe aquela carga, aquele peso, de que você precisa ser saudável…

Vamos encarar o mundo. As responsabilidades só vão passar quando as resolvermos. Não fuja. Fique. Lute. Fale. Escreva.

Transforme os seus mais brilhantes, coloridos e belos pensamentos em palavras. Use as linhas disponíveis para definir quais são suas mais opacas, monocromáticas e terríveis ideias. Tudo aquilo que habita sua mente pode e deve ser traduzido em formato bidimensional. Mensurável. Palatável.

Confie. Essa vai ser uma tarefa com inúmeras recompensas.

O que cê tá esperando?

Autor: Elisnei

Servidor Público. Escritor amador. Curioso e fã de tecnologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s